Feeds:
Posts
Comentários

Dos efeitos fortes à hipótese de percepção do efeito de terceira pessoa: uma verificação empí­rica

http://revcom.portcom.intercom.org.br/index.php/contemporanea/article/viewArticle/118

Resumo

Faz-se um reposicionamento conceitual dos estudos acerca dos efeitos da comunicação social, apresentando-se a retomada desses estudos, na tradição norte-americana. Trabalha-se com duas hipóteses principais: 1) a hipótese de percepção do efeito de terceira pessoa, segundo a qual o indiví­duo, ao ser perguntado sobre os efeitos negativos da mí­dia, atribui ao outro a possibilidade de sofrer esses efeitos; 2) ao vislumbrar essa possibilidade de efeitos presumidos, o indiví­duo torna-se favorável ao controle dos conteúdos midiáticos. Essas hipóteses são testadas empiricamente por meio da aplicação de 214 questionários, que são analisados com base no programa estatí­stico SPSS. A partir da manipulação dos dados, tem-se a comprovação das hipóteses.

Anúncios